DEUS NÃO SE DEIXA ESCARNECER

DEUS NÃO SE DEIXA ESCARNECER
Gênesis 11.1-9

Introdução
1. Num determinado momento da história humana –após o dilúvio-, o homem tomou consciência das suas capacidades (vs. 3,4):
a) Trabalharam a matéria (v. 3).
b) Teceram um projecto (v. 4).
c) Revelaram-se contra Deus (… para que não sejamos espalhados…) (v. 4).
d) Preparavam-se para se glorificarem e fortalecerem por meio de um esforço conjunto (vs. 3,4).

2. Então, o Senhor desceu para ver a cidade e a torre que os homens edificavam e fez a análise da situação:
a) O povo estava unido e decidido.
b) Tinha uma língua comum.
c) Trabalhava para atingir o seu propósito.
3. O Senhor concluiu: “… isto é o que começam a fazer; e agora, não haverá restrição para tudo o que eles intentarem (projetarem) fazer” (v. 6).

I. Cumpre-se a Palavra de Deus
1. Este acontecimento faz-nos lembrar as conquistas, os triunfos, o progresso e as glórias do homem moderno. Em sua sede de conquista avanço tecnológico, o homem pretende atingir o clímax subindo mais e mais no propósito de atingir o céu, não em busca de Deus, mas sim para se substituir a Deus e apresentar-se divinizado, glorificado como um “deus”! Yuri Gagarin – 1.º voo espacial. Sputnik I – União Sov. “Não vi Deus”.

2. Desde os primeiros projetos espaciais e a consequente conquista da lua, o homem propôs-se, agora, conquistar e dominar o universo e a vida nele existente! Poderemos nós imaginar quantos objetos e detritos construídos e causados pelo homem passeiam pelo espaço? Haverá um conhecimento seguro de tudo que está a acontecer no que diz respeito à fertilização “in vitro”, à clonagem, etc.?

3. Nos últimos 50 anos, o avanço em todas as direções, em todos os campos do saber, foi de tal modo que chegamos a um ponto que parece, na verdade, não haver restrições para tudo quanto o homem se proponha fazer. Cumprindo-se assim a Palavra do Senhor (Gn. 11.6).

4. – Notícia em “Exame Informática”.

II. Fabricantes de Clones
1. É uma realidade que a humanidade tem evoluído de uma forma espantosa.

Evoluiu no aspecto material, de tal modo, que podemos dizer que já não há limites para nada! Contrastando com o avanço da ciência, da tecnologia, da capacidade espantosa de um minúsculo “chip”, surge o medo, o horror ao desconhecido, isto é, até onde poderá chegar o homem em sua ambição desmedida de controlar o mundo, o espaço por cima das nossas cabeças, e a pretensão de manipular a vida!

2. Agora, o homem está ocupado em produzir crianças em série, bebes clonados, “geneticamente desenhados”. Os pais vão poder escolher todas as características genéticas dos seus filhos! Depois da clonagem da ovelha Dolly, o homem avança para a clonagem humana. Quais as consequências de tudo isto?

3. O conhecimento, a ambição, a altivez leva o ser humano à pretensão de ser Deus, querendo ocupar o lugar de Deus. Uma certa comunidade científica está muito preocupada com o que se está a passar em alguns meios científicos e teme que os “fabricantes de clones” acabem por “fabricar” monstros com consequências imprevisíveis para o futuro da humanidade!

III. Deus não se deixa escarnecer…
1. Ilustração – Competição. –“Um dia alguns cientistas reuniram-se e decidiram que o homem tinha avançado tanto que já não necessitava mais de Deus. Assim elegeram um deles…”.

2. A Sagrada Escritura diz que “Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará” (Gl. 6.7).

3. Vimos que Deus disse: “Estes constituem apenas um povo e falam uma única língua… Se principiaram desta maneira, coisa nenhuma os impedirá, de futuro, de realizarem todos os seus projetos”. -Versão ‘Nova Bíblia dos Capuchinhos’– É verdade que não há restrições… O homem atingiu um tal estado de conhecimento, de soberba, de imoralidade e corrupção espiritual que já nada o impede de ir mais longe para saciar o seu desejo de ser um deus, ocupar o lugar de Deus, fazendo-se igual a Deus!

4. Vão as coisas continuar assim? Deus vai permitir que o ser humano utilize a inteligência que Ele nos deu; os recursos que pôs à nossa disposição, o livre arbítrio com que nos presenteou para que tudo isto seja usado, em grande parte dos casos, para o mal e para que o homem em sua arrogância queira substituir-se a Deus? Com certeza que não! No tempo certo, no momento exato, determinado pelo Senhor, Deus dirá: “arranja para ti mesmo o teu próprio pó da terra”, e, naturalmente, porá um limite às ações do homem!

5. As ruínas de uma cidade por acabar (v. 8), onde os homens projetavam construir uma torre que chegasse ao céu, mostra-nos o fim de um clímax não atingido pelo limite de Criador à arrogância da criatura humana.

IV. As Decisões Finais de Deus
1. No passado, Deus tomou decisões drásticas para impedir que a humanidade avançasse mais em sua loucura pecaminosa e em sua atitude rebelde para com o Criador. Esqueceram-se de Deus e pretenderam tirar Deus das suas vidas.

2. Nos dias de Noé “Viu o Senhor que era grande a maldade do homem na terra, e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era má continuamente… E disse o Senhor: Destruirei da face da terra o homem que criei… Viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra… Veio o dilúvio sobre a terra durante quarenta dias… Todos os seres que tinham sopro de vida e viviam na terra firme morreram” (Gn. 6,7).

3. Nos dias de Abraão, disse o Senhor: “Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado, e porquanto o seu pecado se tem agravado muito… Então o Senhor… fez chover do céu enxofre e fogo sobre Sodoma e Gomorra. Destruiu estas cidades, todo o vale e todos os habitantes das cidades e até a vegetação da terra” (Gn. 18,19).

4. Hoje o mundo está como nos dias de Noé e acresce-lhe ainda a pecaminosidade dos dias de Abraão, nas cidades de Sodoma e Gomorra. A homossexualidade, tanto masculina como feminina, que era o grande pecado de Sodoma, está a ser aceite nas sociedades, nas religiões, e os governos estão a aprovar leis que legalizam o casamento entre indivíduos do mesmo sexo. Depois, a clonagem de bebês fornece-lhes os filhos que o casal homossexual não pode
ter…!

Conclusão
1. As condições atuais fazem-nos pensar que Deus, em breve, tomará a Sua decisão; a decisão final e colocará todas as coisas nos seus respectivos lugares. Ele virá por dar a cada um segundo as suas obras.

2. O Senhor virá, “virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se fundirão…” (II Pd. 3.10).

3. Sobre este dia da vinda do Senhor, Isaías profetizou o seguinte; “E a altivez (arrogância) do homem será humilhada… “Is. 2.12,17-19).

4. Preocupa-nos o futuro? Sim! Eu penso que nos devemos preocupar, muito especialmente no que diz respeito à conservação da nossa própria salvação e à salvação dos que ainda se encontram perdidos. Mas temos medo do futuro? Não! Eu penso que não devemos ter medo do que possa acontecer, se estamos firmes na fé e se mantivermos a nossa confiança no Senhor, aconteça o que aconteça, não devemos ter medo, porque diz a Palavra do Senhor: “Nós, porém, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e uma nova terra, onde habita a justiça… (II Pd. 3.13-15,17-18).

, , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: